Museu do Oratório é roteiro imperdível em Ouro Preto

0 Comentários

27/06/2014 às 18:26

Aliar história e cultura é inevitável para quem estiver em Ouro Preto, cidade mundialmente conhecida por preservar um rico patrimônio arquitetônico. Um dos programas mais significativos dessa característica  da cidade é visitar o Museu do Oratório.

Os oratórios contam parte da história de Minas Gerais e do Brasil, que mostram costumes e tradições; evocam hábitos e características do ciclo do ouro e dos diamantes; narram o processo de contribuições afro-luso-ameríndias que se fundem na formação cultural brasileira. Com uma coleção única em todo mundo – são 123 oratórios e 300 imagens dos séculos XVII ao XX – o acervo é frequentemente pesquisado por estudantes de história e museologia. As peças estão expostas em três pavimentos, subdivididas pela tipologia dos oratórios – eruditos e de referência artística, populares e itinerantes. Na Instituição é possível conhecer diversos tipos de oratórios, como o menor oratório do mundo, que era usado como um pingente de ouro por uma “senhorinha”, e ainda, os Oratórios de Conchas e um Oratório de Alcova feito em um ovo de ema, além de obras atribuídas ao Mestre Athaíde e Aleijadinho.

 

O Museu do Oratório funciona de quarta a segunda, das 9h30 às 17h30, na Casa Capitular da Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo (Adro do Carmo, 28 – Ouro Preto – Minas Gerais). Ingressos a R$ 5,00. 

A entrada é gratuita para estudantes, professores, guias de turismo e ouro-pretanos, com comprovação.

 



Envie seu Comentário

Seu email não será divulgado. Os campos marcados com * são obrigatórios.

+ 70 = 77