Ofício da Música em Ouro Preto apresenta Cachaça com Arnica

0 Comentários

27/06/2014 às 18:15

O Museu do Oratório recebe o grupo Cachaça com Arnica no projeto “Ofício da Música”, sob curadoria de Poti Castro.  O evento acontece no dia 17 de Julho, quinta-feira, às 19h30, com entrada gratuita, no Teatro do Hotel , Rua Costa Sena, 307 em Ouro Preto.

“O grupo Cachaça com Arnica faz samba com DNA mineiro, sabor de papo de bar, causo contado em venda, passeio pelo mercado.”  Kiko Ferreira (Rádio Guarani – BH)

“O grupo Cachaça com Arnica faz samba com gosto de Minas”  Walter Sebastião (Jornal Estado de Minas)                    

Grupo de samba de raiz e chorinho, o Cachaça com Arnica foi criado em 1998, na cidade de Itabirito, em Minas Gerais. O grupo resgata e valoriza a cultura popular mineira em suas letras, que retratam acontecimentos bem humorados vividos pelos compositores e envolvem personagens reais que integram o universo dos artistas. A cultura de raiz, acompanhada pelo samba de raiz e pelo chorinho.

Além das músicas de própria autoria, no cardápio também figuram temas de Adoniran Barbosa, Aldir Blanc, Ary Barroso, Ataulfo Alves, Cartola, Chico Buarque, Clara Nunes, Dona Ivone Lara, Dorival Caymmi, João Bosco, João Nogueira, Gonzaguinha, Nelson Sargento, Noel Rosa, Paulinho da Viola, Pixinguinha e Zé Kéti, entre outros.

Cachaça com Arnica é formado por Márcio Lima (voz, flauta e violão), Geraldo Magela (violão de sete cordas), Wellington Bonifácio (cavaquinho), Nilberto Braga (voz e pandeiro), Marcelo Lima (voz e surdo).  Em novembro de 2011, o Cachaça com Arnica lançou o CD Samba da Roça, que celebrou os doze anos do grupo com onze faixas autorais. Em 2012, o grupo conquistou o primeiro lugar no festival do Prêmio de Música das Minas Gerais.

 

A importância da coleção de oratórios é reconhecida em todo o mundo, o que leva o Museu a ser freqüentemente convidado a expor suas peças em eventos nacionais e internacionais de grande expressão. Desde a primeira exposição no exterior, realizada em Lisboa, Portugal, em março de 1994, os oratórios já representaram a arte colonial brasileira na França (em duas oportunidades), Itália, Chile, Venezuela, Inglaterra e Estados Unidos.

Na tentativa de ampliar as condições de acesso ao seu acervo, em 2003 foi criado o Projeto Museu Itinerante com a montagem de uma exposição composta de 50 oratórios e 80 imagens que integram parte da reserva técnica do museu. Esta mostra já cumpriu dois grandes circuitos em cidades do interior de Minas Gerais, em 2003, e de São Paulo, em 2004, neste caso com o apoio do SESC do Estado de São Paulo. O projeto é um grande sucesso de público – nestas duas oportunidades, perto de 100 mil pessoas visitaram o acervo itinerante.

Sobre o MO

O projeto Ofício da Música tem o patrocínio da Gerdau. Para manutenção de suas atividades o Museu do Oratório conta com o patrocínio da Gerdau, Oi, Cemig e Grupo CCR por meio das Leis Federal e Estadual de Incentivo à Cultura e com apoio da Oi Futuro.

Serviço Ofício da Música:

Dia 17 de julho quinta feira, às 19:30, com Cachaça com Arnica

Local: Hotel do Teatro – Rua Costa Sena, 307 – Ouro Preto

Entrada Gratuita.

 

 

 



Envie seu Comentário

Seu email não será divulgado. Os campos marcados com * são obrigatórios.

+ 40 = 49