Material: Madeira (Recorte, Entalhe, Policromia)

Origem: Minas Gerais

Período: Primeira metade do século XIX

Dimensões (cm): 75,0 x 35,0 x 27,0

Características Estilísticas, Formais e Ornamentais: Oratório de fatura popular, em inspiração afro-brasileira. Apresenta indícios de fatura popular com forma arquétipa de elementos fitomorfos e volutas. Formato em padrão arquitetônico das igrejas coloniais mineiras. Ornamentos em elementos fitomorfos, volutas, torres, árvores e cruzes.



São Cosme e Damião

Código: MO 134

Material: Madeira (Recorte, Entalhe, Policromia)

Origem: Bahia

Período: Primeira metade do século XIX

Dimensões (cm): 15,0 x 13,0 x 5,0

Características Estilísticas, Formais e Ornamentais: Escultura de fatura popular. Apresenta postura rígida com panejamento caído e pouco movimentado. Traços mal definidos. Ornamentação floral.

Oratório de Algibeira

Código: MO 279

Material: Madeira (Recorte) Papelão (Dobradura) Papel (Colagem) Vidro (Aplainagem)

Período: 1947

Autoria: Francisco Bayoneta

Dimensões (cm): 13,5 x 11,5 x 4,5

Características Estilísticas, Formais e Ornamentais: Oratório de fatura popular. Contém imagens em calcitas, posição piedosa e pouco movimentada. Decoração ao gosto Kitsch, remetendo a tradição portuguesa setecentista.

Santo

Código: MO 277

Material: Madeira (Recorte, Entalhe, Policromia)

Origem: Minas Gerais

Período: Século XIX

Dimensões (cm): 8,0 x 3,0 x 2,0

Características Estilísticas, Formais e Ornamentais: Escultura de fatura popular. Imagem pouco detalhada, faltando atributos que ajudem na identificação iconográfica, podendo se tratar de São Macário, São Tiago, São João Esmoler, entre outros. Usa traje de pele denominado samarra.

Nossa Senhora da Conceição

Código: MO 278

Material: Madeira (Recorte, Entalhe, Policromia, Douramento)

Origem: Bahia

Período: Segunda metade do século XVIII

Dimensões (cm): 11,5 x 5,0 x 4,0

Características Estilísticas, Formais e Ornamentais: Escultura de fatura popular. Apresenta postura elegante, panejamento sinuoso e manto em diagonal. Véu de acordo com o gosto barroco em transição para o rococó. Base trapezoidal e nuvens, indicando a origem baiana.

Divino Espírito Santo

Código: MO 280

Material: Madeira (Recorte, Entalhe, Policromia)

Origem: Minas Gerais

Período: Século XIX

Dimensões (cm): 11,5 x 4,5 x 3,5

Características Estilísticas, Formais e Ornamentais: Escultura de fatura popular. Apresenta postura rígida e bem proporcionada. Eixo vertical que divide simetricamente as massas. Base simplificada atestando a datação.



});